• Há três coisas no mundo que não merecem misericórdia, a hipocrisia, a fraude, e a tirania.

  • DFRF Enterprises e a pedra no sapato?

    Em um dos seus mais recentes post no site piramidation e na sequência de vários alertas - DFRF Kaboom, Fraude.pt se é fraude está aqui, DFRF Enterprises é uma FRAUDE – ALERTA! etc, fizemos comentários sobre a referida empresa e as suas "promessas" bem como justificativo do modelo de negócio, chegamos a conclusão de "BATATAS!", em outras palavras nicles, sopa, mentira, ilusão... (até provas em contrário). Em um dos seus últimos vídeos (normal só sabem fazer vídeos), Daniel Filho, explica em tom visivelmente zangado (com os blogs, nós também) que em dias, vai provar que a empresa é de confiança. Anuncia que vai tornar publica a empresa..... Mas o que isso quer dizer? Ainda não sabemos. (será empresa pública no paraíso fiscal? LOL, #PONZI).
    Afinal os blogs são mesmo uma pedra no sapatinho de ouro do Daniel Filho o Sr. prodígio.
    DFRF Enterprises é uma FRAUDE – ALERTA! O site FRAUDE.PT publicou um dossier completo sobre o esquema de ponzi da DFRF. Apesar dos videos no youtube, o tema não convence. 
    Vejamos:
    1. * A DFRF enterprises anuncia um ROI 330% ao fim de 5 anos (nem na Forbes, mesmo em Hedge funds de extremo risco se encontram ROI's deste calibre, sendo que os tetos máximos rondam os 20 a 30% e acarreta extremo risco de perder tudo.)
    2. * A DFRF enterprises esconde-se atrás de uma seguradora que nunca ninguém ouviu falar, usa um endereço postal da empresa de escritórios virtuais leo.co.uk em 148 Leadenhall Street, London EC3V 4QT, fazendo uma "apólice de seguro" que nunca existiu em qualquer empresa real (seguro cobre 100% do ROI?). A empresa está registada num paraíso fiscal, Barbados, serve para fugir aos impostos e alegar imunidade em caso de investigação ou suspeitas. Certo! Mas não acreditamos. 
    3. * Daniel Filho, contradiz-se em todas as suas palavras, alegou na sequência desta noticia que a DFRF não precisa de capitais, se a empresa entrar em incumprimento, há reservas de ouro, há seguro e diz inclusive que se o seguro não honrar o governo britânico assegura o ROI(?). Mas apesar de não precisar de capitais, lançou uma épica vaga de vendar promocional no Brasil - além do S P A M nas redes sociais, também anunciam o nome "LION"..... Mas o senhor Daniel Filho, continua a vender os "packs" de ouro, alega que a DFRF não é marking Multinivel, apesar de todas as evidencias (se não é, porque angariar otário no esquema?).
    4. * Mesmo com tantas certezas as suas argumentações é "estima-se que tenha 750 toneladas de ouro" quando nós estimamos um enorme engano (RELATÓRIO DA OCDE INDICA TODAS AS MINAS DO MALI COM PRODUÇÃO TOTAL 80 TONELADAS ANO EM 2012).O Daniel deve ser o Ali babá de certeza, misturado com Robin Hood.!
    5. * Mesmo que exista um produto real (ouro? Fundos? e a panóplia de bla bla bla), o ROI é PONZI (300% 5 anos? 15% mês?)!!! Nenhuma entidade, dá return of investiment desse calibre, e isso é indicio que esta pirâmide está em countdown para rebentar!
    Nós alertamos: “Para entrar nesta golpe, é possível entrar com 1.000 dólares, 5.000 dólares, 10.000 dólares ou mais. Basta ter dinheiro e querer ser enganado!“. 

    Dizem: #DFRF Enterprises - Daniel Filho, Mercado de Ações e Empresa Pública. DFRF Enterprises foi criada em 2013 (criada em 2013, mas só com inicio em fins de 2014 e já quer ter boa reputação?) como uma LLC e é um centro privado (digam antes uma empresa fachada) de arranque. A Empresa mantém escritórios em Orlando, Florida EUA e é dedicada ao fornecimento de serviços privados globais, onde os parceiros de todo o mundo podem participar e contam com uma equipe experiente para alavancar seu dinheiro. O objetivo principal da #DFRF é levar o mundo em geração de valor por meio de projetos de mineração responsáveis a empresa possui uma abordagem disciplinada e prudente (mas a entrada de membros é massiva e clássica de uma piramide descontrolada) para a alocação de capital e desenvolvimento de projetos focados fortemente em maximizar as margens e fluxo de caixa livre de nosso portfólio global equilibrada de minas (outra vez, mina Brasil está parada, em África Mali, ninguém sabe onde é, ninguém diz onde é)

    #DFRF Enterprises criou um projeto possibilitando pessoas a se tornarem membros da companhia e desfrutarem dos benefícios, dentre eles, contribuir com no mínimo $1000 (mil dólares) e ter um retorno de até 15% sobre o valor contribuído. O projeto #DFRF ENTERPRISES surgiu devido a segurança que esse protejo traz aos seus membros, através de uma propriedade (deverá ser ultra secreta! porque ninguém sabe, nem em prol da transparência.) na qual foi viabilizada uma pesquisa feita pela #GEOSOL, estima-se que nessa propriedade exista 750 toneladas de ouro. Com 10% desse potencial a #DFRF conseguiu uma apólice de seguro gerando uma carta de credito de 3,5 bilhões de dólares (LEMBRANDO FORTEMENTE QUE TEM SEDE NOS BARBADOS, NÃO É CONHECIDA E SUA REPUTAÇÃO É QUESTIONÁVEL !ALERTA EM MALTA). Como com esse valor a empresa não pode fazer investimento, Daniel Filho, idealizador do projeto #DFRF, utilizou desse valor para fazer o referido seguro, e começou a capitalizar valores dos seus membros para assim alavancar 3x mais produzir ouro em Mali na Africa e comercializar na Flórida pelo dobro do preço(100%). Agora com 3,5 bilhões assegurados, ele poderá capitar recursos de seus membros e assegurar qualquer valor contribuindo limitando a 3,5 bilhões de dólares.

    Ouro no MALI: O Mali é o terceiro maior produtor da África, com exploração em grande escala em andamento. O país é famoso pelo seu ouro desde os dias do grande Império Maliano. Na peregrinação a Meca do Imperador Kankou Moussa, em 1324, a sua caravana transportava mais de 8 toneladas de ouro! O Mali portanto tem sido um país mineiro durante mais de meio milénio. Actualmente há sete minas de ouro em operação no Mali, as quais incluem: Kalana e Morila no Sul do país, Yatela, Sadiola e Loulo no Ocidente, e minas que recentemente recomeçaram a produzir, nomeadamente Syama e Tabakoto. Projectos de exploração avançada incluem: Kofi, Kodieran, Gounkoto, Komana, Banankoro, Kobada e Nampala. 

    Não obstante a nossa nova review, vamos aguardar o tão esperado anúncio de Empresa Pública e transparente conforme "promessa" de Daniel Filho. 

    Informação sobre a accedium limited - COM UM BELO ALERTA!!!!!!!

    Accedium limited Legal Information


    Company Registration No.:
    08640878
    Incorporation Date:
    6 Aug 2013 (1 Year old)
    Financial Year End:
    31 Aug
    Capital:
    £5.00 on 3 Oct 2014










    Comentário que despoletou estas questões.

    Ler também - http://noynimous.blogspot.pt/2015/02/dfrf-enterprises-kaboom-alerta-piramide.html







    0 comentários:

    Enviar um comentário

    Hashtags

    #JeSuisCharlie (2) #notinmyname (1) #OpCharlieHebdo (1) activist (4) alert (6) alerta (9) alerta fraude (19) Anonymous (1) antonio loios (4) arte (1) ativistas (3) banco (2) banqueamento de capitais (2) banyak (1) BBOM (1) Belgique (1) BES (1) boom (1) brasil (2) brazil (1) burla (6) caçadores de piramides (4) carlos costa (1) caso político (1) centcom (1) charlie hebdo (1) children (1) comunity (1) concept (2) contrato (2) copa (1) corrupção (4) crianças (1) crime (4) crise (2) crisis (1) cronica (1) cybercaliphate (1) daniel filho (3) DFRF Enterprises (4) direitos (2) direitos humanos (2) Documentary (1) economia (4) economics (2) educação (2) el (1) el chapo (2) escandalo (2) espanha (1) estado (1) Estado islamico (1) estado islâmico (2) ética (2) Europa (2) evasão fiscal (1) Falciani (1) finanças (1) fisco (1) FMI (1) football (1) França (2) france (2) fraud (13) fraude (22) futebol (1) Germán Cardona (1) geteasy (9) Gildevan Ribeiro (1) go2up (2) Goldman Sachs (1) golpe (1) goobets (1) Goobets LLP (2) goup (2) government (2) governo (3) hack (1) hacktivist (2) Hernani Gonçalves (1) HMRC (1) Holstee (1) HSBC (1) HSBC Private Bank (1) human rights (2) humanidade (3) humor (1) idea (1) ifreex (4) igetmania (8) Internet (1) interpol (1) intolerancia (3) investigação (1) islão (1) José Sócrates (1) jovem (1) justiça (2) laudo (1) lavagem de dinheiro (3) lei (2) Lifecycle (1) london (2) Londres (1) madeira (1) madrid (1) malala (1) Manifesto (1) maomé (1) michael herzog (1) Misael Martins (1) mmn (1) moral (1) moralidade (1) morte (1) mouseland (1) mulher (1) Neteller (1) NOBEL (1) noticia (2) novela (1) Oliveira e Costa (1) one thor (1) online (1) ONU (1) organization (2) ouro (1) paraiso fiscal (1) paris (1) Passos coelho (1) piramidation (3) piramide (6) pirâmide (7) piramides financeiras (4) police (2) policia (2) polinesia (1) politica (5) política (1) politics (3) Ponzi (7) portugal (1) primeiro ministro (1) produção (1) production (2) promotor (1) pyramid (2) reação (2) Ricardo Salgado (1) Sanderley Rodrigues (1) Sann Rodrigues (2) scam (9) scammers (1) scheme (2) SEC. Securities and Exhange Commission (1) self-organising (1) slap her (1) structure (1) suiça (1) SwissLeak (1) tachoeas (1) tachoeasy (1) telexfree (5) terrorismo (2) tiago fontoura (5) tolerancia (2) transgender (1) Transparency International (1) transsexual (1) troika (1) twitter (1) Universo FoneClube (1) us now (1) viconcept (2) video (2) wingsnetwork (1) Ympactus Comercial Ltda (2) youtube (1)